011 988-265-252

©2018 by Bandeirantes do Mar. Proudly created with Wix.com

Our Recent Posts

Please reload

Archive

Please reload

Navio Prof. W. Besnard

É muito difícil escrever. Principalmente porque nossa cabeça ferve de tanta informação. As idéias chegam e se embaralham, correm mais que a mãos no teclado...Principalmente para a primeira publicação desse do site. Algo novo para mim.

E foi assim ao longo da minha manhã. Acordei e de costume fui preparar a rotina. Um cafezinho para aquecer na gelada quarta-feira, preparar a mamadeira do pequeno e a leitura das mensagens dos famosos grupos de WhatsApp.

E uma delas me chamou muito a atenção. Compartilho a noticia aqui nesse link do N. Oc Prof. W. Besnard.

Comecei ler a matéria e grandes lembranças começaram a surgir. Claro que a respeito desse grande navio. Na minha época de graduação (que nem faz tanto tempo assim) embarcar no Besnard era algo mais que especial, pois o navio que cruzou o Drake e fez grandes expedições na Antártida, carregou os maiores pesquisadores das ciências oceanográficas do país; aquilo era algo novo, sensacional, motivacional e porque não dizer que era magico para mim e para meus colegas.

Não estou aqui para criticar posicionamentos de pessoas favoráveis ao afundamento nem tampouco apoiar que o navio seja afundado. Vou apenas dar minha opinião.

Comecei esse texto atribuindo grande valor ao que é novo. Para mim a pesquisa busca o novo explicar, dar luz às dúvidas que pairam em grandes mentes inquietas.

E esse talvez seja o maior propósito do navio que, desde o final da década de 1960, vem servindo: fomentar a pesquisa oceanográfica no país. Descobrir e fazer algo novo!

E nada mais justo que se juntar ao mar para se tornar algo vivo, algo digno à grandiosidade do que é o Besnard.

Logicamente há opiniões contrárias e todas elas são bem-vindas às incansáveis discussões, mas para mim o maior fim (ou seria começo) que o N. Oc. Prof. Besnard poderia ter seria esse, pois quem a tanto serviu nada mais justo que se juntar ao mar.

Tomando a liberdade para mudar uma frase, termino dizendo: Do mar viestes e ao mar retornarás.

Valeu!!

 

 

Please reload

Tags

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload